Terça-Feira, 07 de Dezembro de 2021

Pontos Turísticos

Morro Pelado
Morro Pelado

É o acidente natural mais importante por ter sido o elemento inspirador do atual nome da cidade. Missionários jesuitas viram no morro, grande semelhança com o Monte Sion, e sugeriram o nome para cidade. Do alto dos seus 1.319 metros de altitude, descortina-se um ampla e bela paisagem dos contrafortes da Serra da Mantiqueira. Em noites sem neblina, é possível avistar diversas cidades paulistas, entre elas Campinas. Quem já teve o prazer de subir no seu topo, maravilhou-se com densas matas tropicais e profundos vales. Pequenos riachos deslizam através da mata e por entre as rochas onde a luz do sol jamais atingiu, favorecendo com isso a grande umidade presente. O Morro Pelado tornou-se um valioso e inestimável patrimônio natural. Para chegar ao local, o turista pode optar por subir até o topo de carro através de estrada íngrime mas que em dias ensolarados permite a subida de veículos sem tração nas quatro rodas. Para aqueles que curtem uma subida, existem trilhas que levam ao Morro Pelado e também ao Morro do Cruzeiro, mas é importante sempre ter a presença de um guia que conheça bem a região. Lá em cima há uma plataforma, onde amantes do voo livre saltam ao pôr do sol. Vale a pena conhecer!


Praças e Coretos
Praças e Coretos

É impossível pensar em uma cidade mineira e não ter na mente a imagem de uma praça e de um coreto. Em Monte Sião a Praça Prefeito Mário Zucato, um dos principais cartões postais do município, localizada no centro da cidade, possui esculturas em ciprestes (populares ‘buchinhos\'), diversas espécies de árvores com um paisagismo único, que a torna uma das praças mais lindas do Brasil. O local recebe a apresentação de artistas e é sede do já tradicional Tricofest - Festival de Inverno de Monte Sião, que acontece durante o mês de julho e oferece atrações artísitcas para todas as idades e gostos. Nesta época, a mais fria do ano, a praça fica ainda mais aconchegante e com um clima muito agradável para quem curte boa música. Outra praça que ofecere um ambiente agradável é a Praça do Rosário, também no centro da cidade. O local abriga uma linda fonte e é servida de quiosques em madeira que servem sorvetes, petiscos e lanches deliciosos. Um local ideal para o passeio em família com muita diversão. Já a recém inaugurada Praça Prefeito Antônio Oswaldo Bernardi, no Bairro Magioli, é um amplo centro de convivência. Com locais para a prática de esportes (quadra e pista de skate), um espaço destinado às crianças (banco de areia e playground), quiosques, jardins ricos em cores e formas e uma belíssima fonte cravada no centro da praça, o local é ponto de encontro das famílias monte-sionenses nos finais de semana


Mosteiro da Santíssima Trindade
Mosteiro da Santíssima Trindade

O Mosteiro convida a um momento de pausa e reflexão da vida através de orações. Os monges, que vivem de seu trabalho e da providência divina (ora et labora - latim: oração e trabalho), realizam atendimento espiritual gratuito para todos que necessitam de uma palavra de conforto. Veja abaixo as fotos dos pontos turísticos de Monte Sião, mais não deixe de conferir pessoalmente !!!


Museu Histórico e Geográfico
Museu Histórico e Geográfico

Pertence a Fundação Cultural "Pascoal Andreta", entidade sem fins lucrativos criada com objetivos estritamente culturais. Faz vizinhança com a Prefeitura.O museu é dividido em quatro seções: Na primeira, encontram-se documentos, aparelhos sonoros, máquinas datilográficas antigas, móveis, apetrechos de cozinha, lampiões, salão de barbeiro, coleção de botões, pedras e insetos, gabinetes dentários, pinturas do casario da cidade, da zona rural e de figuras pitorescas. A segunda seção reúne somente fotografias onde se podem apreciar aspectos antigos da cidade e seus moradores, e uma coleção de moedas e cédulas. A terceira seção é a mais nova e foi inaugurada durante o XXIII Congresso Brasileiro de Espeleologia. Trata-se da primeira caverna artificial instalada dentro de um museu, com 15 metros de extensão, um travertino com água corrente, belas estalactites tipo "canudos" com água gotejando, pérolas, flores de aragonita e até mesmo um abismo ainda inexplorado. A quarta seção retrata fielmente a zona rural da região. Alí estão expostos o rancho do tropeiro com duas esculturas em tamanho natural, a casa de sapé com esculturas, o moinho de fubá, o rodão d'água girando e acionando um monjolo, oficina de ferreiro, coleção de armas e peixes, moedores de cana, carro-de-boi, trole, oratórios etc. Circulando duas laterais da quarta seção, foi construído um mezanino utilizado para exposições de rádios, vitrolas, máquinas de escrever e de calcular e muitos outros objetos antigos, doados por moradores da região. Sem dúvidas nenhuma, a iniciativa da construção do museu é louvável e de muita conciência cultural, um empreendimento que não pode ser deixado de ser visitado por qualquer um que visite Monte Sião.

Fonte: http://www.acims.com.br

Santuário da Medalha Milagrosa
Museu Histórico e Geográfico

Marcada por fé e devoção, Monte Sião recebeu a primeira igreja no Brasil dedicada à Nossa Senhora da Medalha Milagrosa e a segunda no mundo. No mesmo ano em que aconteceu a aparição de Nossa Senhora à Santa Catarina de Labouré, em 1830, cerca de 105 famílias católicas moravam em Monte Sião. Nessa época o lugarejo era coberto por densas matas, sem padre, sem igreja, porém a devoção à Medalha Milagrosa já era comum no local...

https://medalha27.com.br/santuario/